Não dá para fazer as contas desaparecerem magicamente. Mas é possível driblar os problemas ao reduzir alguns gastos específicos do seu negócio

A vida não está fácil para ninguém. Com a crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19, fica cada vez mais difícil honrar pagamentos e dar conta de todos os boletos que chegam.

Para empreendedoras e empreendedores, manter os próprios negócios funcionando é um desafio diário. Apesar de ter havido um boom em 2020 no número de microempreendedores individuais (MEIs)aumento de 14,8% nos primeiros nove meses do ano, em comparação ao mesmo período de 2019 –, os custos de produção, gerenciamento e demais processos estão altos.

Não tem como fazer as contas simplesmente desaparecerem. Contudo, é possível driblar a crise ao reduzir alguns gastos específicos do seu negócio. Veja abaixo as nossas dicas de como fazer um controle de estoque eficiente com pouco dinheiro.

1 – Faça as contas

Primeiramente, saiba quanto você está gastando com o estoque. Em seguida, pense e veja o que pode ser reduzido ou evitado. 

Por exemplo, se o maior gasto for com o local de armazenamento dos produtos, talvez seja melhor procurar um outro lugar, menor e mais em conta. Se há itens encalhados há algum tempo, faça promoções. Desta forma, você evita que eles atinjam o prazo de validade e poupa mais espaço onde ficam estocados. 

2 – Digitalize seu estoque

Para conseguir fazer gestão de estoque durante uma crise, agilidade é fundamental. Você precisa administrar melhor o seu tempo para conseguir pensar em estratégias de venda eficazes para esses tempos difíceis. Às vezes, gerenciar o estoque toma muito tempo. Nesse sentido, usar a tecnologia para administrar seus produtos ajuda a poupar tempo.

Muitos apps e softwares são pagos, mas você também pode optar por plataformas gratuitas em um primeiro momento. Caso se adapte e goste, você pode, mais para frente, pensar em aderir a um serviço pago. Veja aqui 8 opções de aplicativos que podem te ajudar.

3 – Analise os produtos

Você pode refazer as contas, cortar custos e usar ferramentas gratuitas. Entretanto, se não souber evitar o acúmulo desnecessário de produtos, nada do que fizer vai adiantar. 

Analise os itens estocados, procure identificar por que alguns sobraram e trace um plano para evitar que isso aconteça. Lembre-se de que mercadoria parada é mais um prejuízo para você e o seu negócio.

4 – Conheça a clientela

Se você conhece o perfil do seu cliente, consegue melhorar a administração do estoque. Como? A partir dessas informações, você pode fazer pedidos mais precisos aos fornecedores, evitando mercadorias em excesso.

Em outras palavras, essa tática poupa espaço de armazenamento e previne que os produtos fiquem encalhados. Aliás, não se esqueça que, com a crise, a demanda dos consumidores provavelmente está mais reduzida, visto que muitos deles também estão buscando reduzir os gastos.

Sobrevivendo à crise

Fórmula mágica para fazer gestão de estoque durante crise não existe. É preciso ter força de vontade e persistência para seguir no mercado mesmo durante períodos de turbulência econômica. Tenha em mente que isso vai passar e que as dificuldades enfrentadas hoje são as lições aprendidas amanhã.