Quer tirar suas ideias do papel? Veja como essa ferramenta visual funciona e como aplicar o Business Model Canvas na sua empresa

O Canvas é uma ferramenta que ajuda a organizar o seu negócio do zero. Ela dá uma visão global sobre a empresa e mostra o que ainda precisa ser decidido e resolvido para realmente começar o projeto. 

Como todo negócio precisa de um planejamento, você deve reunir o máximo de informações a respeito: quais produtos ou serviços vai vender, em quais segmentos de clientes vai focar, como vai fazer as vendas, como vai se financiar, e muitas outras questões.

Se você já conhece o Canvas, hoje vamos esclarecer todas as suas dúvidas a respeito. Se é a primeira vez que está ouvindo falar sobre isso, você vai entender como ele pode ajudar a estruturar o seu negócio ou mesmo a tirar uma ideia do papel. Bora?

Modelo Canvas: o que é?

O Business Model Canvas ou Canvas é uma ferramenta visual de gerenciamento estratégico, um quadro de modelo de negócios, como diz o próprio nome original. Em outras palavras, é um mapa no qual você detalha o que é preciso para colocar uma ideia em prática, estruturando todas as etapas do processo em um único lugar.

A palavra Canvas significa “tela de pintura” e faz todo sentido, já que se trata de um quadro de organização

Um detalhe: não confunda o Canvas com o Canva, um dos melhores editores de imagens da atualidade (ele pode ajudar a fazer um cardápio digital maravilhoso para o seu restaurante, por exemplo). Os propósitos são completamente diferentes.

O Canvas é um método prático, simples e divertido de administrar um negócio antes mesmo de ele se tornar algo concreto. Com ele, você organiza as suas ideias e esquematiza maneiras de torná-las realidade.

A metodologia Canvas foi criada em 2005 pelo empreendedor, autor e palestrante suíço Alex Osterwalder. Ele escreveu o livro Business Model Generation (Inovação em Modelos de Negócios, no Brasil), que teve mais de 1 milhão de cópias vendidas e foi traduzido para 30 idiomas. 

Nele, Osterwalder ensina, com a colaboração de centenas de consultores, a entender e desenhar um modelo de negócios de forma sistemática.

Como funciona o Canvas?

modelo de negócio canvas

O Canvas é um quadro dividido em 9 partes. Cada uma delas corresponde a um tema, um conjunto de tarefas. Assim, fica mais fácil gerenciar assuntos de vários departamentos ao mesmo tempo, sem se perder e sem virar uma bagunça.

Cada uma das partes contém informações específicas relacionadas aos seguintes assuntos (vamos explicar cada um deles mais abaixo):

  • parcerias principais;
  • atividades-chave;
  • recursos principais;
  • proposta de valor;
  • relacionamento com clientes;
  • canais;
  • segmento de clientes;
  • estrutura de custos;
  • fontes de receita.

O modelo pode ser confeccionado em uma cartolina e preenchido com post-its, cada um com as tarefas correspondentes, por exemplo. 

Ou você pode deixar a tecnologia te ajudar e usar versões virtuais da ferramenta, que permitem customizações de layout e compartilhamento com membros da sua equipe.

Quais as vantagens do modelo Canvas? 

Com o modelo de negócio Canvas, você tem uma visão detalhada, em uma única página, de todas as áreas do negócio que precisam ser trabalhadas. Consegue encaixar cada tarefa e/ou ideia em seu respectivo departamento estratégico, tornando a administração muito mais ágil, intuitiva e fácil.

O modelo Canvas reúne informações de todos os setores, como infraestrutura, clientes e finanças, de forma organizada, daquele jeito que você bate o olho em um dos tópicos e já sabe do que se trata. 

Ele não ajuda somente a estruturar novos negócios, como também a desenvolver ideias e traçar um projeto de inovação. Além disso, ajuda a enxergar se o negócio faz sentido da forma como está e onde dá para melhorar.

Como usar o Canvas no seu negócio? Conheça as 9 partes

business model canvas
Exemplo de quadro do Canvas

Trabalhar com esse quadro não tem segredo. Basta saber o que se deve colocar em cada quadrado. Entendendo isso, é sentar e pensar em todos os pontos referentes ao seu negócio. 

Veja abaixo como preencher cada uma das partes que formam o modelo Canvas. 

Parcerias principais

São listadas as tarefas realizadas por terceiros, como fornecedores e entregadores. É qualquer atividade ou material fornecido por outra empresa essencial para o funcionamento do seu negócio.

Pergunta que você deve responder: quem vai te ajudar nas atividades?

Atividades-chave

Trata-se da tarefa mais importante, aquela que move a sua empresa, que nunca pode parar. É a produção em si de uma mercadoria, por exemplo, mas também gestão de plataformas, desenvolvimento de produtos, entre outros – dependendo do seu ramo de atuação.

Pergunta que você deve responder: o que você vai oferecer aos clientes?

Recursos principais

Nesta parte, fica tudo aquilo que é fundamental para a sua empresa funcionar. São equipamentos, instalações, patentes, funcionários, conhecimento especializado, armazenamento, entrega, etc.

Pergunta que você deve responder: como você vai manter o seu negócio?

Proposta de valor

Sabe aquele papo de que o McDonald’s não vende hambúrguer, mas sim refeição rápida, e a Apple não vende celular, e sim status? É isso que você vai colocar neste bloco. O que você tem de diferente do que já existe por aí, a vantagem da sua mercadoria.

Pergunta que você deve responder: o que seu produto tem de interessante?

Relacionamento com clientes

como aplicar o canvas

Neste bloco, será listado tudo o que você pensar sobre a experiência do consumidor ou consumidora na sua loja, restaurante, o negócio que for. Se haverá um contato mais pessoal, se os clientes serão mais independentes e como será a abordagem.

Pergunta que você deve responder: que tipo de contato você terá com os clientes?

Canais

Aqui entram estratégias de comunicação, vendas e distribuição, os processos que ligam você à clientela. São os locais onde ela pode conhecer sua mercadoria e adquiri-la, ou seja, plataformas para você transmitir informações sobre a sua marca, como sites, redes sociais, TV, rádio, etc.

Pergunta que você deve responder: como seu produto vai chegar aos clientes?

Segmento de clientes

Você vai especificar quais os grupos de clientes serão os seus principais alvos, os mais interessados no seu produto ou serviço. Uma forma de determinar isso é criando uma persona, um personagem com base no seu público-alvo, mas com informações mais detalhadas, como necessidades, dificuldades e hobbies. 

Ao fazer isso, você consegue encontrar uma maneira mais acertada de conversar com o seu público e entender a real capacidade econômica dele. O ideal é realizar uma pesquisa de mercado, porém observar as redes sociais já ajuda bastante.

Pergunta que você deve responder: quem são os seus principais clientes?

Estrutura de custos

Nesta parte, serão listados todos os custos necessários para fazer sua empresa funcionar (operação) e fabricar a sua mercadoria (produção), além de outras despesas como aluguel do local e pagamento de funcionários.

Pergunta que você deve responder: quanto vai custar para confeccionar o seu produto?

Fontes de receita

Você vai detalhar as maneiras com as quais seu negócio vai ganhar dinheiro, seja com a venda das mercadorias, prestação de consultoria, assinatura de algum tipo de serviço especial, entre outros.

Pergunta que você deve responder: de onde virá o seu faturamento?

Dicas para aplicar o modelo Canvas no seu negócio

Agora que você aprendeu toda a estrutura, precisa saber como implementar o modelo Canvas no seu negócio para conseguir realizar todos os seus projetos com sucesso.

Confira algumas dicas básicas para aplicar o quadro na sua empresa:

  • Tenha noção dos objetivos que você pretende alcançar.
  • Não trabalhe com metas impossíveis. Considere o que realmente pode ser realizado.
  • Antes de preencher o quadro, procure fazer uma lista geral de atividades que precisam ser realizadas. Depois, encaixe cada uma no seu devido lugar.
  • Leve em consideração o tempo para concluir todas as tarefas. De novo, trabalhe com prazos realistas.
  • Se o desafio for grande, tente dividi-lo em partes menores e execute uma por vez. Assim, o trabalho ficará mais fácil.
  • Revisite o seu plano de ação de tempos em tempos. Às vezes, as coisas acabam mudando de rumo no meio do caminho e outras tarefas relacionadas precisam ser ajustadas.
  • Acompanhe os resultados e consequências de cada tarefa executada.

Conclusão

Explicamos todos os pontos necessários para você compreender bem o Canvas. Mas, como tudo fica melhor com exemplos, vamos mostrar o que seria colocado em cada bloco do quadro de uma pequena empresa que vende cosméticos de várias marcas e faz entregas a domicílio. Observe:

  • Parcerias principais: fornecedores de matéria-prima e transportadora.
  • Atividades-chave: venda e entrega de cosméticos de várias marcas a mulheres entre 30 e 40 anos.
  • Recursos principais: consultoria a esteticista, conhecimento em estética e local para armazenamento das mercadorias.
  • Proposta de valor: oferecer sensação de bem-estar e elevar a autoestima.
  • Relacionamento com clientes: contato via redes sociais e telefone.
  • Canais: redes sociais e site.
  • Segmento de clientes: mulheres entre 30 e 40 anos que buscam atendimento diferenciado ao comprar cosméticos e entrega a domicílio.
  • Estrutura de custos: funcionários, fornecedores, entregadores e aluguel do local de armazenamento dos produtos.
  • Fontes de receita: vendas pela loja online.

Pensar em tudo isso leva um tempinho, mas te poupa de muita dor de cabeça lá na frente. Ao esquematizar essa estrutura, você consegue enxergar se o negócio tem futuro, se é ideal e de quais adaptações ele precisa. Ou seja, o Canvas auxilia a explorar a viabilidade de uma ideia antes de se investir nela.

Se ao montar um quadro você perceber que a sua empresa não é tão viável quanto parecia, não desista. Pense em outras maneiras de torná-la realidade, modificando aqui e adaptando ali. O importante é manter o foco e não desistir do seu sonho.