Seja para conseguir um dinheirinho extra ou para pagar os boletos, essas dicas vão ajudar você a lucrar com o seu talento

Vender artesanato pela internet é uma excelente oportunidade para quem possui o hobby de fazer trabalhos manuais. Ter habilidade é o primeiro passo, mas transformar seu passatempo em uma fonte de renda exige alguns truques.

Se você é uma artesã ou um artesão e quer aproveitar o seu talento para descolar uma grana extra ou para conseguir pagar os boletos, confira 8 técnicas que vão fazer o seu negócio deslanchar!

Quais os artesanatos que mais vendem?

De acordo com uma pesquisa da WR São Paulo, o mercado de artesanato se reinventou durante a pandemia da Covid-19. Houve um aumento na produção desses objetos e no interesse da audiência.

Pensando em um cenário pós-pandemia, é um segmento que tende a crescer ainda mais e possui uma diversidade de itens a serem feitos e comercializados.

Veja abaixo algumas ideias de quais artesanatos você pode vender:

  • roupas e itens de decoração de crochê e/ou tricô;
  • cosméticos, como sabonetes, cremes e esfoliantes;
  • acessórios, como brincos, pulseiras, colares, bolsas e chapéus;
  • objetos de cerâmica;
  • tecidos bordados;
  • artigos em biscuit (também conhecido como porcelana fria);
  • roupas customizadas;
  • quadros.

Como vender artesanato pela internet: confira 8 dicas

como vender artesanato pela internet

Algumas estratégias simples podem te ajudar a vender artesanato e aumentar seu faturamento. Confira 8 técnicas para vender artesanato online.

1 – Defina o canal de venda dos produtos

Para começar, você precisa escolher o canal de venda que melhor atende às suas necessidades. E acredite: é possível vender pela internet de graça, você só precisa escolher a plataforma certa. Veja a seguir algumas opções.

Loja virtual própria

É uma prática muito comum criar uma loja própria na internet. Diversas pessoas optam por esse canal de venda para garantir um visual mais profissional à sua marca.

Com um site particular, você pode personalizar cada página da maneira que quiser, seguir uma identidade visual ligada à sua marca e selecionar ferramentas que sejam funcionais para sua realidade e para os seus clientes.

Marketplaces

Os marketplaces são shoppings virtuais. Ou seja, plataformas que você usufrui da estrutura oferecida para expor seus produtos e vendê-los para um grande público. 

O modelo de cobrança varia de acordo com cada marketplace, uns cobram mensalidade e outros não. Nos dois casos, o lojista paga uma porcentagem por cada venda realizada — que varia de acordo com o produto.

Os marketplaces mais conhecidos são:

Redes sociais

As pessoas gastam uma grande parte do dia nas redes sociais. Ao notar isso, muitos usuários já estão comercializando itens nas plataformas de diferentes maneiras. Então, por que não aproveitar isso para vender os seus artesanatos? 

Com o tempo, cada rede social criou a sua própria ferramenta de vendas, como o marketplace do Facebook, para os usuários anunciarem seus produtos ou serviços e se conectarem com os consumidores sem sair do aplicativo. 

As ferramentas do Instagram também são muito interessantes para os comerciantes. A plataforma oferece facilidade para receber feedbacks e conferir as descrições dos produtos, além de uma ampla vitrine para exibir suas mercadorias. 

A aba Loja (também conhecida como Instagram Shopping), por exemplo, funciona como um marketplace, exibindo diversos itens à venda. 

Outra rede social que entrou para o mundo dos lojistas é o WhatsApp. O aplicativo possui diversos recursos para você se conectar diretamente com os clientes e aumentar as suas vendas e chances de fidelização, principalmente com a modalidade WhatsApp Business.

2 – Faça 1 coisa bem feita

Um erro comum de quem está começando a vender artesanato pela internet é acreditar que precisa fabricar uma ampla variedade de produtos para atrair muitos clientes.

Na verdade, o ideal é focar naquilo que você faz melhor, pelo menos no início. Desta forma, a dedicação é total para o principal item da loja, o que fortalece a estrutura do seu negócio.

3 – Aprenda com quem chegou antes

Para saber o melhor caminho que você deve seguir no setor, é bom acompanhar quem atua há mais tempo. Fique de olho em sites e perfis nas redes sociais de outros artesãos, veja o que eles fizeram nos últimos tempos e como divulgam o próprio trabalho.

A partir disso, você pode ter ideias de como anunciar, vender e se relacionar com os clientes. No universo do marketing, essa tática chama benchmarking e é super útil para ficar por dentro das tendências de mercado.

4 – Saiba mostrar o seu trabalho

venda de artesanato online

Invista em fotos e vídeos de qualidade, e em uma descrição completa dos seus produtos. As mercadorias precisam ser exibidas com riqueza de detalhes. 

Uma foto tirada de qualquer jeito, com a iluminação errada, pode prejudicar oportunidades de vender o seu artesanato na internet. 

5 – Pense bem na embalagem

Imagine ter todo um cuidado para fazer uma peça, vender e ela chegar quebrada ao cliente. Para evitar esse tipo de problema, as mercadorias precisam estar em uma embalagem adequada e resistente.

Outra dica valiosa é, se possível, contratar um seguro. Afinal, é mais um jeito de garantir que tudo seja entregue com qualidade, da mesma forma como foi enviado. 

Aliás, falando em entregas, aproveite para conferir os tipos de envio dos Correios e escolha a melhor opção para você.

6 – Não tenha medo de exibir o seu negócio

Recebeu uma avaliação positiva e carinhosa de uma cliente sobre um produto enviado? Não pense duas vezes. Compartilhe nas redes sociais, no site, onde for. Mostre que você fabrica algo único e de qualidade.

E se receber uma avaliação negativa, vale entender o que aconteceu e como você pode ajudar. O pós-venda é parte fundamental para o sucesso de um negócio.

7 – Diversifique as formas de pagamento

A facilidade na hora de pagar é um dos pontos mais importantes para garantir a satisfação do cliente com a sua loja. Com a venda online, busque aproximar as pessoas de você e ofereça algo além do cartão de crédito e débito.

Veja alguns meios de pagamento:

  • Pix;
  • boleto bancário;
  • fiado;
  • parcelamento;
  • carteira digital;
  • transferência bancária.

8 – Transforme os consumidores em clientes

Tenha em mente que é muito mais fácil reter pessoas que já compram com você do que atrair novos clientes. Portanto, invista em um atendimento de qualidade e no pós-venda. Ou seja, mantenha-se próximo dos seus consumidores.

Com isso, você vai transformar os compradores em porta-vozes da sua marca e, consequentemente, aumentará as vendas de forma orgânica (ou seja, gratuita).

Conclusão

Agora que você aprendeu como vender artesanato pela internet, teste todas as dicas valiosas que demos e depois nos conte quais foram as mais eficientes para alavancar as suas vendas online

Lembre-se de explorar todas as ferramentas e recursos disponíveis para garantir a visibilidade do seu negócio nos lugares certos.

É só colocar a mão na massa e aproveitar as técnicas que melhor se encaixam com a sua realidade. Sem dúvidas, elas vão trazer muitos benefícios.