Aprenda a fazer negócios no aplicativo que recebe cerca de 48 milhões de pedidos por mês

Já pensou em colocar o seu estabelecimento em uma plataforma que recebe cerca de 48 milhões de pedidos por mês? Hoje você vai aprender como se cadastrar no iFood para vender muito mais e ser um verdadeiro sucesso.

Fundado em 2011, o brasileiro iFood é hoje um dos aplicativos de delivery de alimentos mais populares do Brasil.

Ele está presente em mais de 900 cidades do país e algumas regiões da Colômbia. De acordo com números da própria plataforma, ela conta com 236 mil restaurantes parceiros, 160 mil entregadores ativos e mais de 3 mil funcionários.

Além disso, o iFood afirma que recebeu 44,6 milhões de pedidos em junho de 2020, sendo que 47% deles foram realizados em pequenos e médios estabelecimentos. Ou seja, se você é desse ramo e ainda não vende no iFood, pode estar perdendo uma grande oportunidade de aumentar o seu faturamento.

Por isso, veja abaixo como vender no iFood e as vantagens de anunciar na plataforma.

Quais as vantagens de vender no iFood?

A principal vantagem é a visibilidade, afinal você estará em um ambiente que recebe milhões de pedidos por mês. E não pense que somente as grandes redes fazem sucesso por lá. Tem lugar para todo mundo, independentemente do tamanho do negócio.

Com o iFood, você pode vender muito mais e aumentar o seu faturamento em até 50%. Com as ações e ferramentas certas, seu estabelecimento com certeza será um sucesso. 

como vender no ifood

E para te ajudar a gerenciá-lo, a plataforma conta com soluções voltadas para facilitar a administração como um todo e agilizar processos. Algumas delas são: 

Quais as desvantagens de vender no iFood?

Como tudo na vida, o app também tem pontos negativos. Se por um lado, é um lugar que recebe milhões de pedidos por mês, por outro é um ambiente de intensa concorrência

São inúmeros estabelecimentos tentando ganhar a atenção de consumidores, seja com promoções e cupons de desconto ou com novidades no cardápio.

Outro ponto bastante debatido entre os comerciantes é o valor cobrado pela plataforma. O iFood trabalha com esquema de comissão, o que infelizmente pode acabar sugando parte dos seus lucros. Vamos explicar isso melhor…

Cadastrar meu restaurante no iFood: o que é preciso? 

Para cadastrar seu negócio no iFood, você precisa dos seguintes itens:

  • CNPJ válido
  • Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) no ramo de alimentos;
  • conta bancária vinculada ao CNPJ (se você for microempreendedor individual – MEI – é só informar a conta do responsável legal pelo estabelecimento);
  • computador com sistema operacional Windows (a partir do 7) ou celular com sistema Android;
  • acesso à internet;
  • contratar entregadores, caso opte pelo plano Básico.

Obviamente, também será fundamental preparar um produto de qualidade e muito saboroso, além de prezar pelo atendimento ao cliente.

Como cadastrar meu negócio no iFood? 

entrega de comida ifood
Telas do app iFood

O cadastro no iFood não tem custo. Veja abaixo o passo a passo completo para colocar o seu restaurante ou lanchonete na plataforma:

  1. Acesse o site do iFood para parceiros. Clique em Cadastrar restaurante e, depois, em Começar cadastro. Informe seu nome completo, e-mail e celular.
  2. Em seguida, preencha com as informações do seu estabelecimento: CNPJ, razão social, nome da loja, telefone, CEP, entre outros. Selecione a Especialidade da loja (ex: açaí, marmita, sorvetes, etc.) e informe se você tem serviço de delivery. Clique em Continuar.
  3. Escreva os dados do responsável legal pelo estabelecimento. Em seguida, selecione o plano que você deseja (conforme a disponibilidade na sua região).
  4. Informe se você é MEI ou microempresa (ME).
  5. Insira os dados bancários para pagamento. Depois, revise as informações fornecidas.
  6. Crie uma senha conforme as orientações e clique em Concluir.
  7. Após a aprovação dos dados informados, assine o contrato online. 
  8. Ao ser redirecionado para o Portal do Parceiro, configure o seu estabelecimento virtual, detalhando informações como horário de funcionamento e formas de pagamento.
  9. Monte o seu cardápio e agende a data de início das vendas. O prazo mínimo é de 2 dias úteis e o máximo, de 30 dias após a assinatura do contrato.
  10. Baixe o Gestor de Pedidos, a ferramenta por meio da qual eles serão gerenciados. No dia agendado, sua loja estará pronta para receber pedidos. 

iFood e as taxas de comissão: quanto custa vender na plataforma?

O aplicativo oferece dois planos, sendo que ambos cobram taxa de comissão:

  • Básico: o estabelecimento é quem faz as entregas e gerencia os entregadores. Há uma comissão de 12% sobre o valor dos pedidos realizados e mais uma taxa de 3,5% quando os pagamentos são feitos diretamente pelo iFood. A mensalidade é R$ 100,00, mas somente se a sua empresa vender mais de R$ 1.800,00 no mês.
  • Entrega: o iFood faz o delivery por meio de entregadores parceiros. A comissão é de 23% sobre o valor dos pedidos, e há uma taxa de 3,5% quando o pagamento for realizado direto na plataforma. A mensalidade é R$ 130,00, caso você venda mais de R$ 1.800,00 no mês. Esta opção não está disponível em todas as regiões do Brasil.

Como é que o iFood repassa o dinheiro para mim?

Se você quer vender no iFood, claro que uma das suas maiores preocupações é saber como vai receber os seus lucros. 

Na hora do pagamento, os clientes escolhem entre dois tipos de transação, e é isso que determina quando você recebe:

  • Via restaurante: a pessoa paga em dinheiro ou cartão direto para o estabelecimento. Você recebe na hora.
  • Via iFood: a pessoa paga com cartão pelo site ou aplicativo da plataforma. O fechamento das vendas é feito a cada 7 dias e você recebe o repasse em até 4 semanas (sempre às quartas-feiras).

Como vender no iFood: 5 dicas para ter sucesso

como cadastrar meu negócio no ifood

Agora que você já sabe como se cadastrar na plataforma, deve investir os seus esforços em estratégias para potencializar a sua atuação no mercado e aumentar as vendas

Veja as nossas dicas de como vender muito mais no iFood:

1 – Monte um cardápio digital atrativo e moderno

Para conseguir vender em meio a tantos competidores, é preciso se destacar. Por isso, pense bem no visual e na composição do seu cardápio. Escreva descrições completas e que estimulem o cliente a querer consumir, use fotos em alta resolução e destaque os itens exclusivos da casa.

2 – Acompanhe as avaliações dos consumidores

Por mais que você acredite no seu produto e no seu serviço, é a opinião do cliente que vale. Quando receber um pedido, peça para ele deixar uma avaliação

Fique de olho nos comentários feitos no iFood sobre o seu estabelecimento e não se esqueça de respondê-los. É uma excelente forma de descobrir se você está atendendo às expectativas, onde está errando e o que pode melhorar.

3 – Explore todos os recursos que a plataforma oferece

O iFood conta com uma série de recursos e ferramentas para ajudar você a realizar um bom trabalho e crescer. A única coisa que você precisa fazer é entender cada um deles e começar a usar.

Com o Gestor de Pedidos, você acompanha todos os pedidos feitos ao seu restaurante, gerencia os despachos de cada um deles e vê informações como dados de pagamento e local de entrega.

No Portal do Parceiro, você faz todas as configurações necessárias, monitora o desempenho do seu negócio, acompanha vendas e repasses, cria promoções e contrata outros serviços oferecidos pelo iFood.

No app iFood para Parceiros, você acompanha toda a operação do seu estabelecimento em tempo real, vê as avaliações recebidas e responde comentários.

4 – Proporcione a melhor experiência possível 

Preze por um atendimento excelente, evitando atrasos na entrega e erros nos pedidos. Faça tudo com muita atenção e cuidado para que as pessoas sempre voltem a comprar com você e deem avaliações positivas – o que atrai ainda mais gente.

5 – Saiba lidar com o inesperado

Por melhor que seja o seu serviço, imprevistos e acidentes acontecem. Claro que não devem ocorrer com frequência, mas quando ocorrem, precisam ser administrados corretamente.

Quando houver um problema com o pedido, o produto ou qualquer coisa, comunique o cliente. Informe, se desculpe e ofereça algo em troca como uma forma de compensação. 

São atitudes assim que fazem a pessoa perdoar o ocorrido e voltar a comprar com você ou nunca mais querer ouvir falar no seu restaurante (e ainda falar mal dele para todos os amigos).

Conclusão

Agora que você entendeu que o iFood é uma ótima plataforma, cadastre-se para começar a alavancar suas vendas e aproveitar toda a visibilidade e facilidade que ele oferece. Contudo, antes de você ir, tenho mais duas dicas para te dar.

A melhor forma de lidar com o iFood é utilizá-la para atrair novos clientes para o seu negócio e, feito isso, fidelizá-los em uma plataforma só sua. 

Outro ponto é que, por melhor que pareça, o iFood pode não ser necessariamente a solução ideal para você. Outras plataformas podem oferecer um serviço mais em conta e completo para a sua empresa.
Se quiser saber mais sobre isso, fique de olho na nossa newsletter. Sempre mandamos as melhores dicas diretamente para a sua caixa de e-mails.