Parece complicado, mas é mais simples do que você imagina. A partir de técnicas específicas, o menu pode ser um grande pivô no faturamento de uma empresa

Engenharia de cardápio é um conjunto de técnicas para organizar os pratos de forma estratégica, priorizando a experiência do cliente. Em outras palavras, é saber apresentar os produtos com o intuito de promovê-los da melhor maneira possível.

Assim sendo, existem alguns truques simples que podem ser aplicados ao seu menu e ajudar a expandir as suas vendas.

Entenda abaixo como a engenharia de cardápio impacta no seu faturamento.

Saber quais são as estrelas da casa ajuda a bolar um plano de ação eficaz

Ao analisar as estatísticas de vendas, é possível classificar os pratos nas 4 categorias da engenharia de cardápio:

  • estrela: muito populares e com alta margem de lucro;
  • cavalo: têm muita saída, mas baixa lucratividade;
  • quebra-cabeças: alta rentabilidade, mas saem pouco;
  • cachorro: pouco rentáveis e não vendem muito.

Com essas informações em mãos, você identifica quais itens merecem mais destaque, percebe quais podem ser mais rentáveis dentro de combos promocionais ou com acompanhamentos, enquanto alguns devem ser usados a fim de chamar a atenção para outros.

Mais informações → planos inteligentes e certeiros → MAIS VENDAS

Opções premium tornam as outras mais baratas

Uma boa estratégia é listar no cardápio as opções de preço mais alto primeiro. Depois de passar por elas, os demais pratos vão parecer muito mais em conta para o cliente, como se houvesse uma sensação de economia e vantagem.

Cliente compara valores → percebe economia e acha que vale a pena → MAIS VENDAS

Omitir cifrões do cardápio dá mais conforto

Quando for listar os valores no menu, evite os cifrões. Esses pequenos elementos não causam uma boa impressão quando clientes visualizam as informações e acabam conferindo um peso a mais ao preço.

Cliente satisfeito com preço → mais conforto para pedir → MAIS VENDAS

Oferecer menos opções facilita a vida dos consumidores

Por fim, não pense que um cardápio com centenas de pratos deixa a clientela feliz.

Na verdade, as pessoas ficam perdidas diante de tantas opções diferentes e se incomodam com o tempo que vão gastar analisando tudo. Logo, oferecer menos itens deixa a escolha mais fácil e os consumidores, certamente mais satisfeitos.

Menos opções no menu → mais facilidade e menos pressão para escolher → MAIS VENDAS

Lição aprendida?

Se antes você achava que engenharia de cardápio era uma besteira ou uma frescura, agora percebeu a diferença que esse recurso faz, certo?

Tarefa do dia: pegue o cardápio do seu restaurante, lanchonete, seja qual for o seu negócio, e pense em como reestruturá-lo de acordo com os tópicos acima.