Confira a lista das categorias e dos produtos mais vendidos na internet para você dar uma diversificada no seu comércio online e atrair ainda mais clientes

Analisar os produtos mais vendidos na internet é uma excelente estratégia para quem quer começar um negócio online de maneira segura e com alta demanda.

Também é ideal para quem pretende diversificar a própria loja, trabalhando com artigos de outros segmentos.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro desse e de muitos outros assuntos relacionados.

Com a pandemia do novo coronavírus, vender na internet se tornou a saída encontrada por muitos comerciantes que ainda não atuavam no varejo online e precisavam se reinventar

Atualmente, é o meio que mais faz sucesso entre os consumidores, em razão da praticidade, conveniência e agilidade que proporciona.

Hoje, você vai conferir quais são os produtos que mais vendem na internet e quais categorias são as mais procuradas para você não errar na hora de apostar em um segmento do comércio virtual.

Por que vender produtos online?

produtos mais vendidos na internet

De acordo com uma pesquisa realizada pela Neotrust, empresa que compila e analisa dados sobre a venda de produtos na internet, o e-commerce brasileiro ganhou 5,8 milhões de novos consumidores de julho a setembro de 2020.

Esse valor representa um aumento de 31,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. A pandemia auxiliou neste processo, mas vale ressaltar que o movimento segue em tendência de alta, mesmo com a desaceleração da doença.

As lojas virtuais fazem sucesso entre os comerciantes pela sua facilidade de criação e alto alcance de indivíduos

Afinal, é possível integrar sua loja virtual com outros canais de venda, como as redes sociais, e atingir mais pessoas. Fora que os custos nesse meio são mais baixos do que o convencional, o que é ainda mais vantajoso.

Como vender produtos na internet?

Vender produtos online é muito mais fácil do que você imagina. Hoje em dia, há várias possibilidades de começar um negócio na internet, como:

  • com o WhatsApp Business;
  • usando plataformas de criação de lojas virtuais e catálogos online, como o Kyte e o Mercado Shops;
  • anunciando em marketplaces;
  • nas redes sociais.

Ter vários canais de venda é fundamental para quem trabalha na internet, principalmente se um deles ficar fora do ar por algum tempo e também para conhecer e alcançar diferentes públicos-alvo.

Portanto, quando o assunto é produtos que mais vendem na internet, os vendedores precisam ficar atentos em relação à melhor forma de comercializar esses itens e na elaboração das estratégias de venda.

Quais são os produtos mais vendidos na internet?

Segundo o MCC-ENET, indicador que mostra dados sobre o varejo online brasileiro (resultado de uma parceria entre o Movimento Compre & Confie e a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico), os produtos mais vendidos na internet de forma geral são:

  • notebooks, smartphones e materiais para escritório (43,7%);
  • móveis e eletrodomésticos (27,6%);
  • roupas e calçados (10,2%);
  • remédios, perfumes e cosméticos (6,8%);
  • artigos de uso pessoal e doméstico em geral (5,7%);
  • alimentos, bebidas e cigarro (3,8%);
  • livros, jornais, revistas e itens de papelaria (2,2%).

Quais são as categorias de produtos mais vendidas na internet?

A escolha do nicho de atuação no varejo é muito importante diante de tanta concorrência. Por isso, é necessário conhecer as categorias dos produtos mais vendidos na internet para decidir em qual você vai apostar no seu negócio.

Confira mais detalhes sobre as vertentes mais comercializadas e os itens que fazem mais sucesso no mundo virtual.

Roupas e vestuário

produtos mais vendidos no Brasil pela internet

Para vender produtos da moda, é preciso levar em consideração qual ramo você vai investir, como moda masculina, feminina, infantil, acessórios, calçados ou até mesmo máscaras.

Independentemente da sua escolha, invista em fotos de qualidade para apresentar as peças e trabalhe nas descrições de cada uma.

Citar informações como o tamanho, as texturas e o tipo de material auxilia na decisão de compra.

Eletrônicos

Seja celular, computador, relógio inteligente, videogame, câmera e acessórios como capinhas, luminárias (as famosas ring lights) e fones de ouvido, os eletrônicos não podiam ficar de fora do comércio virtual. Afinal, trata-se de um ramo que sobrevive através deles. 

Diante do crescimento do home office, das aulas virtuais, das reuniões e entrevistas à distância, além do aumento de produção de conteúdo mais profissional para as redes sociais, os eletrônicos são um caminho de investimento com alto potencial de venda.

Apenas fique de olho no preço dos produtos e veja se você tem condições de atuar nesse segmento.

Cosméticos

produto mais vendido

Outra categoria que sempre esteve em alta é a de artigos de perfumaria e beleza, ou seja, cremes, perfumes, maquiagens e todos os itens que fazem parte do universo do skincare, que significa “cuidados com a pele”.

Para se ter uma noção do tamanho do nicho, o Brasil ocupava o quarto lugar na lista de países com maior mercado de beleza e cuidados pessoais do mundo em 2018, segundo a revista de economia e negócios Forbes.

Várias marcas estão apostando nessa tendência de produtos de tratamento. Por isso, muitos lojistas embarcaram na revenda de cosméticos deste e de diversos outros setores.

Se essa é a sua vontade, encontre os melhores fornecedores do mercado de produtos de beleza e descubra o melhor público para focar, como adolescentes que gostam de se maquiar ou pessoas de idade que querem cuidar da pele.

Moda pet

Muitas pessoas consideram os animais de estimação como parte da família. E esse pode ser um dos motivos para o aumento nas vendas de produtos pet, como roupinhas, comidas, acessórios e brinquedos.

Essa é uma oportunidade para quem deseja atingir um número maior de pessoas com objetos simples e de fácil acesso para adquiri-los

Caso você possua habilidades manuais, considere fazer e vender artesanatos pela internet para donos de pets. Muitos se encantam com a delicadeza das peças, sem contar que é algo único e exclusivo para os bichinhos.

E se você ainda tem dúvidas sobre o segmento, saiba que o Brasil é o segundo maior mercado de produtos para pets em todo o mundo, com 6,4% de participação global. O país só perde para os Estados Unidos, que atualmente dominam 50% do setor.

Artigos para casa

Trabalhar com a venda de artigos como mesas, escrivaninhas e cadeiras de escritório pode ser difícil para você, ainda mais se estiver começando no comércio online.

Contudo, apostar em itens menores, como apoio de notebook, luminárias e artigos de decoração é uma saída viável.

Se você fizer uma busca na internet, vai encontrar diversas ideias criativas, principalmente atreladas à personalização de objetos, setor em alta no momento.

Há canecas, quadrinhos, tapetes e uma infinidade de peças decorativas com as quais você pode trabalhar. 

Acessórios automotivos

Esse é um setor que também tem seu espaço no varejo online. Por isso, conheça as maneiras de entrar na onda. Considere investir em revenda de automóveis, produtos de limpeza específicos, acessórios (carregador, aspirador de pó, aromatizante).

Mas não se esqueça de fazer uma pesquisa de mercado antes de se lançar neste segmento, hein? 

Papelaria

Uma paixão de diversas pessoas, independentemente se forem estudantes, funcionários que atuam em escritórios ou apenas amantes da escrita, é comprar artigos de papelaria, como caneta, caderno, agenda, lápis, pasta e objetos para organização. 

Sem dúvida, eles fazem sucesso, desde os mais simples até os cheios de cores e detalhes. 

Se você já tem uma loja, procure atrair os clientes com novidades e mostre como esses materiais são essenciais no dia a dia, utilizando o senso de urgência. 

Ferramentas

Que casa nunca teve uma pia quebrada, um chuveiro queimado ou um móvel desparafusado, não é mesmo? 

Ferramentas como alicate, chave de fenda e chave inglesa são fundamentais na casa de qualquer pessoa para fazer manutenções básicas.

Ter uma loja que vende esses produtos pode ser uma excelente ideia, principalmente para o público do seu bairro. Como os consumidores sempre precisam de algum item desses, não há chances de sair de moda.

Cursos

Os cursos online dos mais variados assuntos ganharam muita popularidade nos últimos anos. Plataformas como a Hotmart permitem que você dê aulas pagas para qualquer pessoa, criando um negócio digital.

Se você possui algum talento ou habilidade em especial, leve em consideração aplicar um curso sobre isso para os seus amigos e conhecidos, e avalie a experiência. 

Sendo positiva, você pode ampliar para seguidores e outras pessoas interessadas. Na realidade, nem precisa ser um super talento. Basta saber fazer algo muito bem e explicar com clareza. Certeza que haverá interessados. 

Produtos usados

A venda de mercadorias usadas teve um aumento significativo nos últimos tempos, ainda mais por ser uma maneira fácil de fazer renda extra

Esse tipo de loja pode vender de tudo, seja roupas, calçados, acessórios, livros, móveis e eletrônicos.

O mais comum é trabalhar com peças de vestuário. Por isso, montar um brechó online é a solução que muitos empreendedores encontraram para começar um negócio com pouco investimento. 

É possível vender nas redes sociais ou se arriscar em uma loja virtual própria para expandir esse formato mais exclusivo e com peças selecionadas

Conclusão: o que dá mais lucro para vender na internet?

O lucro do seu negócio, mesmo comercializando os produtos mais vendidos na internet, depende de diversos fatores, como o ramo em que você quer trabalhar, seus objetivos pessoais e o público que você quer atingir.

Por isso, não há como determinar exatamente o que pode te dar mais lucro. Pesquise, levante um investimento inicial e busque estratégias certeiras.

Lembre-se de que qualquer comércio precisa de muito planejamento e atenção às tendências do momento. Também não se esqueça de criar ações para reter os clientes que comprarem com você. Eles são a peça fundamental para a sua loja funcionar!